Seguidores

Valores Atávicos / Atavismo por Fernando Faria

Diante de tantas interrogantes sobre o que a mídia vem mostrando através de debates, principalmente em novelas, sobre relacionamentos e até a formação de matrimônios entre pessoas do mesmo sexo, construindo novos formatos de família, detonando assim tabus preconceituosos que através dos tempos vem corroendo a humanidade.

O fato é que cabe a cada um, através de seu livre arbítrio, decidir o que fazer da vida e, portanto, não cabe a ninguém julgar a outrem sem olhar para dentro de si e julgar primeiramente as suas atitudes.

As informações sobre saúde estão ao alcance de todos através da internet, e nós vamos tentar enriquecer ainda mais esse leque de dados com a palavra “atavismo.”
Limpeza Psíquica

Como são poucos os estudiosos que dissertam sobre atavismo, encontramos explicações simples, sublimes e elucidativas no livro do Sr. Fernando Faria, "A Chave da Sabedoria", editado pela filosofia Racionalista Cristã:

A ciência biológica diz que atavismo é a herança de certos caracteres físicos ou psíquicos, remotos, de quem se descende.

é o domínio da alma sobre o corpo” — Dr. Pinheiro Guedes (1842-1908)

o modo de ser que o perispírito conserva da forma e do caráter adquiridos em vidas passadas, próximas ou remotas” — Luís de Mattos (1860-1926)

Como exemplo de atavismo, podemos citar: um homem de forma e gostos feminis; uma mulher de aspecto e aptidões masculinas, ou ainda, o que não é raro, pessoas que herdam o tipo de um animal e, como ele, seus instintos, embora brandos.

Portanto, o corpo astral conserva o modo de ser de existências anteriores. Nós, espíritos encarnados, na atual fase evolutiva em que nos encontramos, já realizamos milhares de encarnações, sendo aproximadamente 50% delas como homem e 50% como mulher.

As características físicas e psíquicas de cada sexo são muito diferentes.

O Espírito, como homem, molda-se para a sobrevivência, para a luta, para a conquista, para a guerra. Como mulher, molda-se para ser mãe, para procriar, para atender à criança. Portanto, é delicada, meiga e passiva.


Quando um espírito, por necessidade evolutiva, deixa de reencarnar como homem, para vivenciar a experiência de ser mulher, ele passa, no seu mundo de estágio, por um processo psíquico de adaptação, para perder as características masculinas, desenvolver o modo de ser e as formas femininas.

Desenvolvidos essas características psíquicas do sexo em que o Espírito vai reencarnar, estaria pronto para iniciar a sua nova trajetória evolutiva.

Muitas vezes, por razões de resgates dolorosos, um espírito na condição de homem deverá compulsoriamente nascer como mulher. Atendendo à lei: “Não as faças que as pagas”, nascerá sem ter tido tempo de realizar a sua adaptação psíquica à sua nova condição de existência como mulher. E, por atavismo, apesar de possuir todas as características físicas femininas, o seu comportamento psíquico será de homem.

Limpeza Psíquica
Para reencarnar, o Espírito sofre um processo de materialização de longa duração, via útero, cuja gestação dura nove meses, gerando um corpo que viverá aproximadamente oitenta anos.

O Espírito, que é luz no seu mundo de estágio, reduz o seu corpo astral à dimensão do de um bebê e passa a presidir a formação do feto no útero da mãe, permanecendo do lado de fora do corpo físico desta, mais do lado esquerdo. Durante a gestação, vai ligando-se fluidicamente, molécula a molécula, ao feto. À medida que dura a gestação, o corpo astral vai crescendo, acompanhando o corpo físico do bebê, e o processo de ligação somente se completa imediatamente após o nascimento da criança. O crescimento do corpo astral continua até a idade adulta do espírito reencarnante.

Quando um espírito encarnado não tiver mais erros a resgatar, portanto, não havendo mais necessidade de depuração, os sofrimentos desse espírito quase desaparecem. Os bons hábitos tomam o lugar dos maus, as correntes do Astral Superior afastam os espíritos do astral inferior (espíritos quedados na atmosfera da terra) e começa, então, a haver mais saúde e mais tranquilidade. Os seus negócios prosperam, a amizade no meio social floresce e a vida se transforma para melhor. Nessa condição, esses espíritos já atingiram a 18ª classe.

Passam a pertencer aos mundos diáfanos. Somente reencarnarão novamente em mundos materializados em missão a serviço do Astral Superior.

Entretanto, há espíritos que não conseguem progredir nos mundos materializados. Eles estacionam, envolvidos pelas sensações materiais. Por isso, estes espíritos preferem continuar sua trajetória evolutiva nos mundos opacos, a serviço dos espíritos dos mundos superiores. Desta forma, estão sujeitos a uma evolução mais lenta, embora segura.”

Valores Atávicos / Atavismo
Por Fernando Faria

Seguidores

Vale a pena visitar